ARAÇATUBA | 20 AGOSTO
| 8:14 | 15° MIN 30°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Arquivada denúncia de Almir Lima contra Arlindo Araújo, após vereador dizer que faria tucano engolir postagens em rede social
O Conselho de Ética da Câmara vai arquivar representação feita pelo vereador Almir Fernandes Lima (PSDB) contra o "colega" de Legislativo, Arlindo Araújo (PPS), acusado de ter quebrado o decoro da casa ao dizer que imprimiria e que faria o tucano comer críticas feitas por ele a sua pessoa em redes sociais.

O caso foi arquivado por falta de maioria de votos, uma vez que teve votação empatada. O regimento interno da Câmara prevê que, em casos de investigações internas contra vereadores, elas terão andamento desde que obtenha maioria de votos ao passar pelo Conselho de Ética. O que não aconteceu.

Votaram pelo arquivamento os vereador Cido Saraiva (PMDB) e Carlinhos Santana (Solidariedade). Para que o processo contra Arlindo tivesse continuidade no Legislativo, votaram Beatriz Soares (Rede) e Alceu Batista, que votou por atuar como corregedor e dentro do que prevê o regimento interno.

Desde que Almir assumiu seu posto de vereador, ele não tem a amizade de Arlindo, que não esconde o descontentamento para com o tucano, que, antes de ser eleito, usava redes sociais e passeatas pela cidade para chamar os vereadores de "cambada" e instigar os eleitores a não reeleger nenhum dos parlamentares.

Arlindo chegou, logo após as eleições de 2016, a recusar cumprimentar Almir, que, durante visita à Câmara em uma sessão, chegou a estender a mão para o pepessista, como se nunca tivesse atacado os vereadores da legislatura passada.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.