ARAÇATUBA | 21 SETEMBRO
| 9:19 | 18° MIN 30°MAX |
Pancadas de Chuva - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Após reunião, vereadores ameaçam pedir cabeças da secretária de Saúde, Carmem Guariente, e diretora Liege, por falta de respeito
Anunciante
A chapa, literalmente, esquentou nesta segunda-feira (28) para a secretária de Saúde de Araçatuba, Carmem Guariente, e sua fiel escudeira, Liege Tada Batagim dos Santos, atual diretora de urgência e emergência do município. Em reunião realizada na Câmara, com a participação da maioria dos vereadores, a Casa decidiu exigir medidas urgentes de respeito para com os parlamentares e servidores efetivos, sob pena de exigirem do prefeito Dilador Borges (PSDB) a demissão de uma ou mesmo das duas apaniguadas da gestão DILAFLOR.

O motivo da reunião foi um só: o descontentamento pelo fato de o Legislativo ser ignorado por Carmem e Liege em decisões que são tomadas pela secretaria de Saúde. Os vereadores também cobram da pasta respeito ao Comus (Conselho Municipal de Saúde) e a adoção de mecanismos mais humanitários na lida com servidores municipais.

Os parlamentares, pelo que apurou o Política e Mais, têm abominado o fato de Liege só atender a subalternos por meio de um grupo de whatsapp. Na segunda-feira (27), durante sessão, o presidente da Câmara deixou claro que, embora eleito pela chapa DILAFLOR e apesar do respeito que tenha por prefeito e vice, não vai tolerar mais a forma como Carmem e Liege, que vieram de Pereira Barreto e Suzanápolis num pacote de apaniguados que sempre atuaram em prefeituras governadas pelo PSDB.

Durante a reunião realizada na Câmara nesta terça-feira, o consenso dos parlamentares foi de que a coisa precisa mudar se o governo DILAFLOR não quiser ver o caldo entornar para seu lado. Uma das ações da dupla Carmem/Liege que não agradou em nada o Legislativo, que tem uma comissão permanente de Saúde e sequer foi consultado sobre isso, foi a mudança de atendimentos do Postão, na rua Afonso Pena, para o NGA, na Siqueira Campos.

"Ou elas mudam ou o governo terá de demitir uma senão as duas. Do jeito que está não vamos aceitar mais. É desrespeito com a Câmara, tendo em vista que entre as duas tem quem diga que vereador não vai interferir nas ações da saúde municipal. E, principalmente, com trabalhadores de carreira do município. Estas duas senhoras precisam entender que elas estão de passagem pela administração municipal. Uma passagem que pode ser bem encurtada se não agirem de forma decente para com os trabalhadores, a população e os vereadores que estão aqui dispostos a ajudar", disse um parlamentar, que pediu para ter o nome preservado. "Gente para ter apenas o status de secretária ou diretora a gente encontra aos montes e e aqui mesmo em Araçatuba, sem a necessidade de trazer de fora".

Nesta terça-feira, Carmem e Liege deveriam participar de reunião na Câmara com vereadores e representantes do Comus. No entanto, a secretária viajou a Brasília para tratar de assuntos que, até agora, não foram divulgados pela administração municipal.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.