ARAÇATUBA | 19 AGOSTO
| 2:27 | 14° MIN 28°MAX |
Predomínio de Sol - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
FAZER O BEM
APADRINHADOS DE DILADOR: Prefeitura fecha março com 121 nomeações e gasto de R$ 822 mil; saiba quem são e quanto ganham
'Não faremos nada igual ao PT em nosso governo'. Quem ouviu isso da bota do atual prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB) - o cimenteiro que ao lado da defensora dos direitos humanos, da ética, da legalidade e da moralidade, Edna Flor (PPS), compõem o governo DILAFLOR - pode esquecer. Pelo menos no que diz respeito à contratação de apadrinhados para cargos na Prefeitura.

Conforme a folha de pagamentos correspondente ao mês de março de 2017, o terceiro da atual gestão, a Prefeitura de Araçatuba já tinha no final do período 121 apaniguados políticos nomeados por meio de indicações políticas. Quantia que consumiu dos cofres municipais R$ 822.505,24 para o pagamento de salários e seus respectivos encargos e que deve aumentar em abril, uma vez que nos últimos 11 dias novos comissionados foram nomeados e que o governo está em plena distribuição de gratificações.

Se mantidos os números correspondentes a março de 2017, com uma possível multiplicação seria possível constatar que, em 48 meses de governo, se Dilaflor chegar até lá, ele terá uma despesa de R$ 38,49 milhões. Tudo isso sem contar décimo terceiro salário e o pagamento de férias, direitos trabalhistas que podem elevar a despesa para bem perto dos R$ 50 milhões.

É muita coisa para quem, no primeiro mês de administração, fez cortes e um verdadeiro estardalhaço com economias de início de gestão que é de praxe em qualquer governo, principalmente porque os meses de janeiro e fevereiro são de orçamentos travados, o que impede qualquer administração de fazer seus arranjos políticos.

COMPARANDO COM CIDO SÉRIO

Os números da folha de pagamentos de março de 2017.disponíveis no site da transparência da Prefeitura, não estão muito distantes do que praticava o antigo gestor municipal, o petista Cido Sério, que extrapolou em gastos no mês de dezembro, quando aproveitou para pagar acertos trabalhistas de boa parte de seus aliados, fechando sua gestão com 139 comissionados nomeados e uma despesa bruta de R$ 2.525.534,47.

No mês de novembro, Cido Sério tinha 137 apadrinhados políticos e a folha de pagamentos bruta, correspondente ao período, foi de 1.374.347,72. Isso indica que, se nomear mais 16 aliados políticos, Dilador se iguala ao petista. O que não está difícil de acontecer devido às pressões que o tucano vem recebendo de pessoas que trabalharam em última campanha por empregos no governo municipal.

Levando a questão dos apadrinhados ao pé da letra, os números da gestão DILAFLOR indicam quem, em se tratando de política, normalmente "quem fala demais dá bom dia a cavalo". É mais ou menos o que fez Dilador quando ainda anunciava sua equipe de governo. Fez questão de dizer que não faria várias coisas praticadas por seu algoz político. E não é bem o que está acontecendo.

VEJA RELAÇÃO DOS APADRINHADOS DO GOVERNO MUNICIPAL:

OBS: a Lista contem nomes como os de Márcio Saito (PSDB), que deixou o governo para virar vereador, e Paulo Roberto da Silva, ex diretor de Trânsito do município. Também há duplicidade de nomes que foram trocados de funções, alterações ignoradas na contagem dos apadrinhados.


Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.