ARAÇATUBA | 14 DEZEMBRO
| 12:47 | 21° MIN 34°MAX |
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
GERAL
Acusado de racista e nazista por Almir, jornalista revida na Justiça
Anunciante
Os embates entre o vereador Almir Fernandes Lima (PSDB), que adorava chamar parlamentares da legislatura passada de "cambada", e o jornalista Iranilson Silva ganharam novos contornos na Justiça de Araçatuba esta semana.

Após ser processado pelo parlamentar, sob acusação de racismo, o jornalista ingressou com pedido de habeas corpus para o trancamento de inquérito provocado pelo vereador. De acordo com o advogado Lindemberg Melo Gonçalves, que defende Iranilson, seu cliente também está movendo ação contra Almir, por danos morais, com medido de indenização equivalente a 50 salários mínimos.

"Tomamos todas as providências ao caso. Pelo infundado pedido de instauração de inquérito que fez, houve interposição de habeas corpus para seu trancamento, requeremos ainda o sigilo judicial; pela publicação que fez no jornal dando conta que meu cliente é preconceituoso, racista, nazista e que não poderia viver em sociedade, requeremos a instauração de inquérito contra o Almir, para apurar crime de calúnia e injúria, bem como, ajuizamos uma ação de reparação de danos morais", diz o advogado.

Lindemberg se refere a amplo espaço dado a Almir em reportagem publicada pelo jornal Folha da Região no dia 25 de fevereiro. "Meu cliente não cometeu nenhum crime, e ainda houvesse cometido não dava nenhum direito ao Dr. Almir praticar a pena pelas próprias mãos, ele excedeu de forma irresponsável seu direito", avalia. "Transparece que subiu para cabeça o cargo de vereador, acha que pode tudo, ele tem que fiscalizar o chefe do executivo, não meu cliente, quer ir à Justiça, vamos, mas, não tente ser juiz com 15 minutos de fama. Ele apenas deseja coletar material para prestar contas no Facebook. O que mais me causa perplexidade, é que ele ainda não percebeu que de pedra como era, agora é vidraça, muito delicada. A justiça no momento certo irá dar a resposta".

O defensor do jornalista defende, em seu posicionamento perante a Justiça, o livre posicionamento da imprensa. "Não porque sou advogado do Sr. Iranilson, mas, com tristeza posso dizer que a conduta do vereador cerceia a livre manifestação da imprensa, a manifestação do pensamento, direitos que todos têm de se manifestar.. Representa a conduta do Almir ser autoritária e não democrática, mas, ainda, sendo o vereador um homem público faz como uma ferrugem, que aos pouco deteriora a democracia", afirma o advogado.
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.