ARAÇATUBA | 16 OUTUBRO
| 20:2 | 20° MIN 29°MAX |
Pancadas de Chuva a Tarde - Fonte: CPTEC/INPE
POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO
Anunciante
FAZER O BEM
A LUTA CONTINUA: Pequeno Vitor enfrenta, agora, pneumonia após quarta quimioterapia; família agradece por solidariedade
Anunciante
O pequeno Vitor Emanuel Alves Gomes, de dois anos e oito meses, segue internado na UTI Neonatal da Santa Casa de Araçatuba. Com um tipo raro de câncer, ele tomou nesta segunda-feira (2) a quarta dose de quimioterapia. Por causa da imunidade baixa, apresentou um quadro de pneumonia no pulmão direito e está recebendo antibióticos.

Internado no hospital desde o dia 17 de março, o garotinho foi diagnosticado com ganglioneuroblastoma, cuja prevalência é de um caso para cada dez mil crianças. Apesar de raro, é o quarto tipo de câncer mais comum na infância.

De difícil diagnóstico, a doença, na maioria das vezes, demora a apresentar sintomas e é descoberta em estágio avançado. No caso de Vitor, o câncer teve origem nas glândulas suprarrenais, localizadas em cima dos rins, com metástases (células do tumor espalhadas em órgãos distantes do tumor primário) no osso do crânio e medula óssea.

SOLIDARIEDADE

Muita gente se sensibilizou com o drama vivido pela família de Vitor, que é de Andradina, a 100 quilômetros de Araçatuba. O pai, Sergio Alves Gomes, 29, é autônomo e está sem trabalhar para ajudar a esposa, Vanessa, 33, nos cuidados com o filho.

Além de orações, os pais de Vitor têm recebido doações em dinheiro e muita solidariedade até de quem mora longe. É o caso da babá Franciele Soares de Oliveira, 18 anos, que é de São João do Pau D'Alho (a 170 km de Araçatuba). Ela esteve na Santa Casa de Araçatuba para levar os 17 pacotes de fralda, biscoitos e iogurtes que conseguiu pedindo aos amigos e familiares.

"Eu conheci a história do Vitor pelo Facebook e fiquei tocada, precisava ajudar essa mãe de qualquer jeito", contou. E ela pretende continuar ajudando. Conseguiu até uma leitoa para fazer uma rifa e arrecadar dinheiro para o pequeno guerreiro.

A mãe, Vanessa, conta que algumas pessoas vão à Santa Casa levar brinquedos e o dono de um restaurante de Araçatuba fornece marmita aos pais de Vitor todos os dias. Em Andradina, moradores organizam rifas e se oferecem para se cadastrar como doadores de medula óssea e para doar sangue no Hemocentro de Araçatuba, já que Vitor precisou passar por transfusões de sangue e, por causa do câncer na medula, precisará de um transplante.

GRATIDÃO

"Tem muita gente se sensibilizando com a situação do Vitor e oferecendo ajuda. Somos muito gratos a todos", afirmou a mãe. O pequeno guerreiro teve febre, vômito e está sem apetite. Conforme a mãe, o menininho toma morfina de quatro em quatro horas e, mesmo assim, quando ela o pega no colo, ele sente muitas dores. "Eu já passei por muitas coisas ruins nesta vida e achava que era sofrimento, mas nada se compara ao viver esta situação com meu bebê doente", afirmou a mãe, que tem permanecido firme graças ao efeito de remédios.

Passando por aquele que ela considera o pior momento de sua vida, Vanessa faz questão de agradecer a pediatra oncológica, Cibele Castilho, e a todos os enfermeiros que têm cuidado de seu filho. "Nunca vou me esquecer, principalmente da Leandra e da Nice, que cuidam muito bem do meu bebê", disse.

Na tarde desta segunda-feira, o diretor-regional de saúde, Silvio Órfão, esteve no hospital para visitar a família de Vitor e avaliar uma possível transferência do garoto para o Hospital de Câncer Infantojuvenil de Barretos. Para isso, iria conversar com a equipe médica da Santa Casa e decidir em conjunto o que é melhor para a saúde do pequeno guerreiro.

Quem puder ajudar a família com qualquer quantia em dinheiro, deve fazer o depósito na conta abaixo:

Banco Caixa Econômica Federal - Andradina
Sergio Alves Gomes
CPF: 369.116.138.33
Agência 0280-013
Conta Poupança 00104678-6
Anunciante
O Araçatuba e Região não se responsabiliza pelas notícias de terceiros.
Entre em contato através do telefone ou whatsapp a seguir e saiba como anunciar aqui
(18) 99774 5888
Copyright © 2018 Política e Mais. Todos os direitos reservados.